23 de agosto de 2009

A dor que é só minha - Por Dra. Costa


Não venha me dizer que isso passa, que o tempo cura, que ameniza a dor. Não tente demonstrar que se importa com a dor que sinto, enquanto baixa os olhos por não ter o que dizer. Não banque o advogado de Deus. Não finja que se importa com minha vida e minha juventude.
Não espere que eu abra o coração por causa de duas lágrimas furtivas que, inevitáveis, brilham em meu olhar. Essas lágrimas desavergonhadas que insistem em aparecer por mais que tente escondê-las. Não pense que sabe tudo por ter aprendido meia dúzia de coisas. Não julgue os meus sentimentos por não entendê-los.
Não venha com achismos do que eu deva esquecer, de que a vida é assim mesmo, de que Deus é bom apesar de. Não tente mudar meus valores, mudar meus amores ou suprimir minhas dores. Você não é capaz. Não se empanturre de clichês, de frases decoradas, de boas intenções.
Não invente desculpas, não finja sentimento, não esconda seu mal estar. Você não sabe lidar com minha dor, com dor do próximo, com dor alguma. Prefere se omitir enquanto julga, sentado em um trono invisível. Prefere fingir que entende enquanto traz um caso – que em sua opinião – é parecido com.
Não segure minhas mãos se a dor do meu coração é pesada demais para você. Não carregue receitas ou antídotos contra depressão. Não tente me animar com assuntos que sequer interessam-me. Não faça gracejos com a dor que você não entende. Não fale de como superou suas dores com duas caixinhas de ‘tanto faz’.
Não venha me dizer que isso passa, que o tempo cura, que ameniza a dor.
Tempo não é médico. Não cura nada.
Dor não passa, o que passa é a história. Passa permanecendo, se estendendo, nos arrancando de nós. Não faça nada. Cale-se quando não souber o que falar; faça apenas se depois não for julgar; estenda a mão se à frente não for cobrar. Não me desespere com a sua insensatez.
Não quero dividir a minha dor.

((Bom publiquei esse texto aki porque simplesmente fiquei encantada ao lê-lo e ver como parece-se comigo, ao menos nesse momento, esperO que tenham curtido a leitura wlw.))

2 comentários:

UMA MULHER INTELIGENTE' :) disse...

Não venha com achismos do que eu deva esquecer, de que a vida é assim mesmo, de que Deus é bom apesar de...

ADOREI o texto todo!

Dra. costa disse...

Grata, querida. Bom alcançar alguém com algo que espreme o nosso coração. O alvo é esse: a essência extraída da dor pode alimentar outrem.
Abraço.