31 de outubro de 2009

SOMOS TODOS IGUAIS - Por Geise Cruz

As cores nada dizem
Sobre como as pessoas são
O que importa é o que vem de dentro
O que vem do coração

Preto, loiro, ruivo ou claro
Essa não é a questão
E sim aquilo que eles fazem
A pureza do coração

Muitas vezes somos julgados
Pelo que parecemos ser
Sem motivo apedrejados
Sem poder se defender

A cor de alguém não diz
O quanto ela vai render
Não mostra a força do espírito
Nem seu jeito de viver

Pré-conceito é algo que está
Internalizado no seu ser
Com os teus pré-supostos
Tu não se deixa ver

Que o belo está no ser
E não no que você julga ser
O fator principal
Para o sucesso ter

A cor nada interfere
Na vida de um ser
O que vale é  saber
A vida viver

Baseado em: 'Os balões pretos são igualmente bons' de Anthony de Mello.

Um comentário:

Mayara disse...

Sim! Somos todos "iguais".

Perfeito Geise!! *-*